Atenta ao mercado de
SAÚDE para
APRENDER e INFORMAR

Confira as NOTÍCIAS
que a ATTO selecionou
só para você

Vamos conversar?
Ligue para (11) 98999-9846

Contate-nos

Notícias - por ATTO - Consultoria de Gestão e Educação em Saúde

A verdade sobre as Organizações Sociais de Saúde
11 Jul

A verdade sobre as Organizações Sociais de Saúde

Os poderes legislativo e judiciário, assim como o Ministério Público e os tribunais de contas, precisam estar, mais do que nunca, alerta em relação ao bom uso dos recursos públicos na saúde, agindo para combater o desperdício, desvios e fraudes.É preciso muita cautela, para não colocar em uma vala comum as Organizações Sociais verdadeiramente comprometidas com o fortalecimento do SUS (Sistema Único de Saúde) e aquelas instituições privadas, sem nenhum tipo de comprometimento com a saúde que, travestidas de OSS, denigrem a imagem de um modelo gerencial bem sucedido, implantado há 20 anos no país. Nesse sentido, é preciso separar o joio do trigo.

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE E SUA COMPLEXIDADE - DR. OLÍMPIO BITTAR e outros
15 Jan

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE E SUA COMPLEXIDADE - DR. OLÍMPIO BITTAR e outros

A saúde da população e a prestação de serviços de saúde estão expostos a influências externas e internas que podem comprometer tanto as condições de saúde da população como facilitar ou dificultar a obtenção da qualidade, produtividade ou custos de prover serviços. Especificamente, no que diz respeito a programas e serviços de saúde, as variáveis externas são epidemiológicas, geográficas, demográficas, socioeconômicas, culturais e de mercado, devendo ser conhecidas e trabalhadas, visando efetividade e eficiência. Quanto às internas, se devem a milhares de fatores, como organizacionais, de recursos pessoal e material, financeiros, informacionais, fluxos operacionais internos, necessitando de tecnologia da informação para possibilitar agregação e tomada de decisão. Objetivou-se neste estudo, levantar os sistemas de informação do Sistema Único de Saúde, conhecer internamente as unidades de saúde, para possibilitar o desenho de novos sistemas e facilitar a interoperabilidade dos existentes, que são muitos, permitindo a integração dos mesmos e a obtenção de dados, informação e conhecimento para tomada de decisões.

Hospitais Gerais Públicos: Administração Direta e Organização Social de Saúde DR OLÍMPIO BITTAR
19 Nov

Hospitais Gerais Públicos: Administração Direta e Organização Social de Saúde DR OLÍMPIO BITTAR

Apresentação dos resultados dos hospitais gerais da Secretaria Estadual de Saúde vinculados à Administração Direta do Estado e gerenciados pelas Organizações Sociais de Saúde, no quadriênio de 2013 a 2016, quanto a indicadores de desempenho: produtividade e qualidade. Resultados: Os hospitais administrados pelas Organizações Sociais de Saúde apresentaram melhores resultados quanto a tempo médio de permanência, taxa de ocupação, renovação de leitos, utilização de sala de operação, taxa de cesáreas, infecção hospitalar, gastos em relação a produção.

SAÚDE E POLÍTICA - OLÍMPIO BITTAR e JOSÉ MENDES
13 Set

SAÚDE E POLÍTICA - OLÍMPIO BITTAR e JOSÉ MENDES

As definições mais comuns de política envolvem conceitos como a ciência da governança de um Estado ou nação e a arte de negociação para compatibilizar interesses. Governança é a maneira pela qual o poder é exercido na administração dos recursos sociais e econômicos de um país visando o desenvolvimento, e a capacidade dos governos de planejar, formular e programar políticas e cumprir funções (Banco Mundial).

SAÚDE E INFLUÊNCIAS EXTERNAS - DR. OLÍMPIO BITTAR e outros
16 Ago

SAÚDE E INFLUÊNCIAS EXTERNAS - DR. OLÍMPIO BITTAR e outros

O perfil de saúde recebe influências das condições socioeconômicas, históricas, geográficas, políticas, educacionais, culturais, ambientais, tecnológicas, urbanísticas, de comunicação, dos bens e serviços disponíveis, entre outras, criando ou alterando as demandas para o sistema de saúde e para a produção de programas e serviços em unidades de saúde, resultando em diferenças na qualidade da atenção, na produtividade e nos custos dos procedimentos.

Reflexões sobre Contratos de Parceria na Saúde - Parte III -  metas qualitativas. ELIANA VERDADE
10 Jul

Reflexões sobre Contratos de Parceria na Saúde - Parte III - metas qualitativas. ELIANA VERDADE

Sobre este tema, antes mesmo de abordá-lo no contexto das peças formais de parceria na Saúde, oportuno uniformizar conceituação básica de referência, que embora largamente utilizada, pode sofrer interpretações diversas.Indicadores de saúde: medidas padronizadas internacionalmente, relacionadas a condições de saúde (adoecimento e morte) – diagnóstico de saúde – necessidades, demanda e oferta de serviços de saúde.

Qual o plano de voo para a saúde, Olímpio Bittar e José Dinio
05 Mai

Qual o plano de voo para a saúde, Olímpio Bittar e José Dinio

Poucos brasileiros se sentiriam confortáveis em viajar num avião que soubessem não possuir um bom plano de voo e cujo piloto sequer tivesse informações de quanto combustível possui e da capacidade da aeronave. Entretanto, há gestores na saúde que fazem da gestão um voo cego, que também produz consequências ruins para os cidadãos.

REFLEXÕES SOBRE CONTRATOS DE PARCERIA NA SAÚDE, ELIANA VERDADE
07 Mar

REFLEXÕES SOBRE CONTRATOS DE PARCERIA NA SAÚDE, ELIANA VERDADE

A formalização das parcerias entre o Setor Público e o Terceiro Setor, nas várias unidades da federação tem se lastreado em diversos modelos de instrumentos contratuais que exigem grande esforço das áreas de gestão para garantir o desenvolvimento adequado à cultura orientada para resultados, não focada apenas no processo, conforme preconiza a reforma do Estado brasileiro.